[MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Compartilhe
    avatar
    BomberBen
    Admin

    Mensagens : 444
    Data de inscrição : 21/12/2008
    Idade : 25
    Localização : Hannover, Alemanha

    [MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Mensagem por BomberBen em Qua Ago 10, 2011 2:49 am

    MAIN-EVENT
    3-WAY ACTION - QUARTOS-DE-FINAL TORNEIO UWA!!;
    EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO
    VS. VS.

    - Alberto Del Rio e sem duvida a figura de destaque da supreme #2. Este tem o titulo da UWA em sua posse e chatageou Eric Bischoff para ter um combate nestes quartos-de-final... Bischoff aceitou e para complicar o caminho de Del Rio, este colocou-o numa Ameaça Tripla contra Bryan Danielson e Eddie Kingston. Que acabam por ser os "melhores amigos" na UWA e agora tem de lidar com o a competiçao. Sera uma prova dura e um teste duro, e espera-se que a amizade seja mais importante que o titutlo e haja desportivismo. Mas o que ira acontecer?
    avatar
    freeze

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 24/12/2008
    Idade : 25

    Re: [MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Mensagem por freeze em Sex Ago 12, 2011 12:37 pm

    A imagem demonstrava uma sala mais ou menos espaçosa, branca e com pouco recheio nela. Numa das paredes da sala encontrava-se uma facha que ia do tecto ao chão, uma especie de bandeira com as cores e o simbolo da UWA, e ao seu lado encontrava-se um plasma de 30 polegadas. Uma pequena compilação de alguns combates de Del Rio e Eddie Kingston passa nesse televisor.
    Na imagem torna-se nitido em alguém com um casaco de fato de treino a observar o video com atenção. Este vira-se para a camera, com um sorriso já conhecido e caracteristi
    co.



    Bryan: Olá! Não vos vi ai! Para quem não me conhece ai por casa sou o “American Dragon” Bryan Danielson, devem-me reconhecer dos ultimos dos eventos da UWA, e para o publico novo da UWA e quem não me conhece, prazer em conhecer-vos, espero que gostem da estadia e fizeram uma excelente escolha por verem a UWA!

    Bryan dá uma pequena gargalhada pela propaganda enorme feita, e continua com o seu sorriso.

    [b]Bryan: Para quem viu o segundo evento ao vivo da Underground Wrestling Alliance na segunda-feira, sabe muito bem o que se anda a passar por lá. Sim! Estou a falar exactamente do torneio pelo cinturão de campeão da UWA!

    A imagem do título da UWA surge no ecrã, fazendo Bryan olhar para atrás.

    Bryan: (Apontando para o ecrã) Aquele mesmo cinturão, o título dos títulos desta federação, o “menino” que nos faz sentir e ser o melhor desta companhia, está neste momento a ser disputado por cerca de sete lutadores...

    Bryan olha de novo para a camera mantendo o sorriso.

    Bryan: Os SEIS melhores lutadores da UWA a defrontarem-se pelo título. (Mete a mão no queixo e faz uma cara de intrigado) Mas perguntam vocês porque eu disse falei em sete lutadores, mas só seis é que são os melhores?

    Bryan aponta para a camera com um ar mais serio.

    Bryan: Todos nós merecemos estar nestes quartos de finais, desde quem ganhou na semana passada ou como eu e o Eddie Kingston que nos esfolamos (aponta para o lado) naquele ringue todos os dias para vos entreter e no fim sermos recompensados com o devido prémio que só o melhor wrestler profissional consegue chegar, e o unico lutador que não vou incluir nesta lista é o Alberto Del Rio.

    Com uma expressão mais zangada Bryan Danielson fecha o punho direito e soca devagar a mão esquerda.

    Bryan: Ele pode ter sido esperto em ter feito aquela manha toda para “avançar” no torneio e sentir-se mais próximo para ter o título da UWA, mas o Eric Bischoff é um homem inteligente e como todos sabem, ele pos-te no inferno como era esperado.

    Danielson sorri cinicamente continuando a socar a mão

    Bryan: Quando esperavas que ias ter a vida facilitada, foste metido entre a espada e a parede quando soubeste que vais defrontar dois homens que são um osso duro de roer.

    Danielson aponta com a mão direita para a camera.

    Bryan: Tens a atenção virada para ti, parabens, conseguiste o que querias. Mas não te queixes que depois do combate tenhas menos alguns dentes e estejas estendido no chão graças a mim ou ao Eddie Kingston. Tu estás a defrontar dois demónios de uma vez Del Rio, será que consegues aguentar com a pressão?

    Danielson baixa a cabeça ainda a sorrir.

    Bryan: Mas a verdade é que o Del Rio não é só o meu oponente. (Bryan erga a cabeça olhando para a camera) Eddie, somos bons amigos, já treinamos juntos como já partilhamos grandes momentos no ringue juntos, mas amizades á parte, isto é uma competição, eu como tu estamos cientes do que está em jogo.

    O American Dragon faz um olhar mais intenso e serio.

    Bryan: Eddie Kingston está na hora de provar quem realmente merece continuar na corrida, quem é o verdadeiro wrestler que merece o prémio. Hoje é o derradeiro teste e eu não vou facilitar. Eu conheço-te bem com a palma da minha mão e sei o que vais tentar fazer.

    Danielson sorri.

    Bryan: Boa sorte, mas o caminho para o cinturão de campeão para ambos vai terminar hoje.

    Bryan Danielson sai do campo de visão da camera. Esta começa a focar a televisão que tinha a imagem do Título da UWA novamente em destaque.
    avatar
    pedrocas

    Mensagens : 39
    Data de inscrição : 23/07/2011
    Idade : 28
    Localização : Lisboa

    Re: [MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Mensagem por pedrocas em Sex Ago 12, 2011 5:58 pm

    Plano completo! Muitos foram aqueles que usaram o seu intelecto superior para desenhar, organizar e implementar o plano perfeito. Muitas das vezes, estes “cérebros” estavam relacionados com crime e os seus planos tinham intenções maléficas como roubo de instalações, assassinatos, etc. Óbvio que do outro lado, havia também pessoas inteligentes para contra atacarem e prevenirem os planos diabólicos. Pode-se dizer que há um equilíbrio, como em tudo no mundo. Se o lado dos “maus” tem alguém esperto, o lado dos “bons” tem de ter alguém esperto também. Se o lado dos “maus” tem alguém com muita agilidade, o lado dos “bons” tem de ter alguém ágil também. E se alguém for a combinação perfeita disto tudo? Err...não devia ter entrado por aqui. Eu estava a falar de Alberto, e não há ninguém tão perfeito como ele. Bom, a parte para se gabar é ali mais baixo, depois da imagem genérica. [pub] Imagens genéricas! Mais leves que as imagens tradicionais. Consulte o seu host de imagens para mais informações. [/pub] É melhor passarmos à acção. E não estou a falar de sexo, porque nenhuma mulher é boa para Alberto. Nem mesmo a Maryse. Essa pode ficar com gajos com “spiked hair”. Há algo no ar nestes últimos dias. Não é bem um cheiro, nem um aroma. Parece que o ar está mais leve, mais limpo e mais puro. Será que a poluição está a diminuir? Não, seus burros. Não sabem o que é uma metáfora? Pois, eu também não sei. Este monólogo ainda não suporta figuras de estilo. Continuando, algo no ar parece diferente. Sim, é um sentimento de bem estar, de realização. Mas de onde vem? Parece que vem de uma estrada a 15km da casa de Alberto. Apenas se vê um carro, neste caso uma limusine a atravessar esta estrada rodeada de pinheiros com mais de 5 metros. Dá prazer passar nesta estrada, se não fosse uma estrada particular de Alberto. Quem quiser passar aqui tem de pagar uma taxa moderada de 50 dólares.


    Dentro da limusine vemos o motorista. Com pose calma e direita. Ele não nos interessa para nada, porque, como a maior parte dos lacaios de Alberto, este também não tem carácter nenhum. A situação interessante passa-se na parte de trás do carro. Mais uma vez, seus perverts, não é nada do que vocês pensam. Ricardo Rodriguez estava de um dos lados da limusine a mexer nuns papéis que diziam “Propriedade”, “Licensa” e outros termos que não nos interessam. Ele parece estar bem entretido, vê-se pelo sorriso na cara de Ricardo. Do outro lado está Alberto Del Rio. Bem vestido, como sempre, Alberto parecia estar nas nuvens, algo que ainda não tínhamos visto.

    Alberto Del Rio: Ai Ricardo Ricardo... Sabes? No início pensava que ias arrastar-me para mais um evento estúpido, que sinceramente, nem deviam de existir. Dá-me voltas ao estomago ter de me socializar com gente tão pobre e sem classe, mas até sinto que vou gostar disto.

    Ricardo Rodriguez: Lembre-se senhor. Tem uma imagem a proteger.

    Alberto Del Rio: E achas que vão ser uns meros campónios a arruinarem-me? Eu já disse publicamente que o público não me interessa. O Eric Bischoff que os entretenha que piadas do tempo da minha avó e frases sem nexo. E já agora, mostre uns objectos brilhantes, como o título da UWA e...

    Ricardo e Alberto têm uma troca de olhares. Ricardo não aguenta e desata-se a rir efusivamente. Alberto esboça um sorriso de gozo.

    Ricardo Rodriguez: Essa foi boa, senhor. Mas não acha que... não sei, poderá estar a irritar o Eric?

    Alberto Del Rio: Viu-se no último show que ele é um homem esperto e sabe bem gerir o seu negócio. Ele também sabe que eu tenho em minha posse o seu querido título. É por isso que ele nunca vai poder castigar-me. Nem mesmo se eu gozar com ele à frente dos fãs, como fiz no último show. Tu viste...

    O carro dá um pequeno pulo. Tinham acabado de entrar num trilho menos espaçoso de terra batida. Alberto bate furiosamente no vidrinho que serve como ligação entre as duas partes da limusine.

    Alberto Del Rio: Mais devagar, seu burro!

    Ricardo faz uma cara de quem está a mandar vir para o motorista. Depois de se compor Ricardo volta-se de novo para Alberto.

    Ricardo Rodriguez: Só há uma coisa que não percebo senhor, por que é que se vai dar ao trabalho de participar num torneio em que o prémio já é seu?

    Alberto Del Rio: Tu tomas-me por quem Ricardo? Achas que eu de vez em quando não gosto de um pouco de competição? Embora ninguém consiga fazer frente ao meu talento natural e superior... Contudo, fico especialmente agradado e divertido ao ver a cara dos fãs “babosos” chocados e tristes ao perceberem que mais um típico herói deles caiu a meus pés e que eu sou o melhor atleta desta empresa. Eu sou maior que esta empresa. Mas há outra razão por eu querer entrar neste torneio. Há ali um ou dois lutadores que suscitam o meu interesse. Não que eu pense que o combate com eles seria renhido ou coisa parecida. Apenas sei que era que os fãs gostavam. E, repito, os fãs não me interessam. Apenas quero o dinheiro que vem dos bolsos deles. Sim, eu vejo cifrões em vez de fãs.

    Ricardo dá mais uma alta gargalhada. O resto da viagem passa sem grandes problemas com Alberto a fazer imitações de Eric Bischoff para grande divertimento de Ricardo. O carro acaba por ter de parar subitamente.

    Alberto Del Rio: Outra vez! Então mas quer ser despedido este anormal?

    Motorista: Senhor, eu não posso fazer nada... O caminho está impedido...

    Ricardo e Alberto espreitam pelo vidro e vêem uma multidão de cartazes a dizer “Salvem a floresta” e “Parem com a exploração florestal”.

    Alberto Del Rio: Que oportunidade perfeita! Quero ver que disparates estes pobretanas dizem a meu respeito.

    Ricardo Rodriguez: Senhor, não acho que isso seja aconse...

    Mas já era tarde de mais. Alberto estava já fora do carro a fazer as suas poses habituais apenas para aumentar ainda mais o ódio da multidão.

    Alberto Del Rio: Então seus chiuauas? Vierem ver grandeza em pessoa?

    Mulher da multidão: Assassino!

    Alberto Del Rio: Assassina é você com essa voz.

    Alberto continua a caminhar para a árvore que, simbolicamente, teria de cortar. Uma maneira de marcar o início da desflorestação. Contudo, uma chuva de frutas lançada pela multidão obriga Alberto a voltar para dentro do carro para uma fuga rápida. Contudo, Alberto grita pela janela do carro.

    Alberto Del Rio: Que palhaçada! Acham que me assustam com isto? Eu só fugi porque este fato vale mais que todas as vossa fortunas combinadas!

    Alberto volta para dentro do carro.

    Alberto Del Rio: Tinhas razão Ricardo. O mais esperto era ter ficado dentro do carro. Estes ingratos nem se apercebem da sua sorte ao estarem perto de mim. Não achas?

    Mas Ricardo não responde. Parece estar hipnotizado a ouvir algo no seu telemóvel.

    Alberto Del Rio: Ricardo?

    Ricardo continua na mesma.

    Alberto Del Rio: RICARDO!

    Ricardo desliga o seu telemóvel atrapalhado.

    Alberto Del Rio: Que falta de respeito é essa, Ricardo? Ao menos, diz... ela é boa?

    Ricardo Rodriguez: Não tem nada a ver com isso senhor. Parece que os seus adversários dos quartos de final já são conhecidos. É o Bryan Danielson e o Eddie Kingston. E parece que o Bryan até já decidiu dar à língua. E era isso que estava a ouvir.

    Alberto parece intrigado.

    Alberto Del Rio: Estás a dizer que o Bryan fez um vídeo a falar mal sobre mim?

    Ricardo Rodriguez: Bem, não é só sobre si...

    Alberto Del Rio: É um avanço para aquele neandertal‎. Aposto ainda assim, que gravou numa sala quase vazia e pobre em decorações, que deve ser a sua sala de jantar.

    Ricardo Rodriguez (a rir): Sim, e ele disse...

    Alberto faz um sinal a Ricardo.

    Alberto Del Rio: Pára já aí Ricardo. Sabes bem que pouco me importa o que gente suja como o Bryan diz. Ou melhor, ladra, porque então este Bryan parece mais um cão. Mas dou crédito, porque este cão morde. Mas só agressão não o vai levar a lado nenhum. Intensidade basta para ele se borrar, ou seja, quando ele abre a boca. Eu vi muitos a vir e a irem e posso dizer que o Bryan tem o que é preciso para estar no topo. Apenas teve azar de me apanhar pela frente neste torneio. Ou melhor, nesta empresa. Sim, porque o lugar no topo já está reservado para mim. O segundo lugar está livre. Não é tão gratificante, mas ao menos ficam perto da glória e fama de Alberto Del Rio.

    Ricardo Rodriguez: Senhor, vejo que nem falou do Eddie Kingston...

    Alberto Del Rio: Eu nem sei quem é esse, Ricardo! Nunca ouvi o nome dele, nunca o vi mais gordo ou mais magro. Mas decerto que ele não está neste combate à toa. Não é pela capacidade dele, que deve ser nula. Isto tem mão do Eric por todo lado. Ele quer ver-me fora do torneio e por isso dá-me dois adversários. Mas isso não interessa. Quando se tem o talento e intelecto como eu, independentemente da qualidade e número dos meus adversários, o resultado é sempre o mesmo. Vitória! E esse é o meu destino!

    A limusine continua o seu caminho para a casa de Alberto.
    avatar
    BomberBen
    Admin

    Mensagens : 444
    Data de inscrição : 21/12/2008
    Idade : 25
    Localização : Hannover, Alemanha

    Re: [MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Mensagem por BomberBen em Dom Ago 14, 2011 1:37 am

    [CAM ON]

    A imagem exibia um velho ginasio, com varios sacos de boxe, passadeiras e no centro do recinto um ringue do wrestling. O ar era intenso devido ao suor dos atletas que estavam presentes e que em unissono sopravam e atacavam o saco de pancada. Eddie Kingston aparece subitamente na camara com o seu equipamento normal e com um capacete de wrestling na cabeça. Este olha para a camara com um ar um pouco psicotico (normal no Kingston).

    Eddie Kingston: Halloo... Sejam bem vindos a Ultimate Pro Wrestling Alliance! Tudo o que voces tem oportunidade de ver aqui, trata-se sobre sacrificio, força e neuronios a menos. Basicamente, a minha segunda casa.

    Eddie Kingston começa a andar pelo recinto e a camara segue-o.

    Eddie Kingston: Eu vejo que muitos, sao os melhores mas apenas de boca.

    Eddie Kingston da 3 palmadas no ringue que se encontrava no centro do recinto.

    Eddie Kingston: Mas aqui! Repito... AQUI! E que se fazem os campeoes. Aqui e que os verdadeiros wrestlers treinam, durante horas e dias e nao desperdicam o seu tempo com cliches e portagens de 50 dolares.

    Eddie Kingston aproxima-se da camara com um ar agressivo.

    Eddie Kingston: Para quem nao sabe, eu falo do "ressabiado" excentrico, "Elberto" Del Rio! Ainda nao o vi a combater na UWA, ele esta sem ritmo de competiçao e ao inves de treinar diariamente para alcançar titulos anda a rouba-los?

    Eddie Kingston mostra-se muito indignado e coloca as maos sobre a sua cabeça e num tom mais agudo


    Eddie Kingston: Eu sonho... desde que nasci que sonho colocar as minhas maos em cima de um riquinho sem ter problemas em ser julgado.

    Eddie Kingston agita-se bastante e foca a camara e num tom depressivo continua o seu discurso. Enquanto os atletas continuam a bater nos sacos, como se maquinas fossem.

    Eddie Kingston: Foi por causa dele, que nao tive comida na mesa. Foi por causa dele que passei horas e horas em turnos duplos para conseguir dinheiro... PARA SOBREVIVER! PARA ALIMENTAR A MINHA FAMILIA! Enquanto ele sentado ganhava milhoes. MAS EU TENHO UMA VOZ! E vou falar por toda a maioria oprimida neste mundo... POR TODA A POBREZA! POR TUDO! UM LADRAO ASSUMIDO E LIXO!!!

    Eddie Kingston bate no ringue com imensa força e em seguida acalma-se um pouco tentando controlar a sua respiraçao.


    Eddie Kingston: E quanto a ti Bryan... Ja sabes tudo sobre mim... Ja sabes o que vou dizer, ja sabes o que quero entre nos. Eu nao vou ter do nem piedade, amizades ficam fora do ringue e sabes muito bem disso... E se for preciso colocar-te atraves de uma mesa ou dar-te uma cadeirada eu nao vou pensar duas vezes... Meu amigo, que ganhe o melhor!

    Eddie Kingston faz uma pequena pausa, descontrai...

    Eddie Kingston: Eddie Kingston! Halla!

    Eddie Kingston sobe para cima do ringue e chama um atleta enquanto a camara desvanece


    [CAM OFF]


    Conteúdo patrocinado

    Re: [MNS #3] EDDIE KINGSTON VS. BRYAN DANIELSON VS. ALBERTO DEL RIO

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Maio 22, 2018 9:40 am