Randy Orton

    Compartilhe
    avatar
    Scott Ramon

    Mensagens : 18
    Data de inscrição : 22/07/2011

    Randy Orton

    Mensagem por Scott Ramon em Seg Jul 25, 2011 3:41 pm



    What the Fuck?

    [size=24]Estava tudo escuro e silencioso, o local assemelhava-se a uma sala mobiliada com móveis antigos, o piso de madeira velha fazia algum barulho em certas partes, ao nos aproximarmos um pouco podemos perceber um velho televisor ligado, ele trazia algumas imagens e alguns ruídos.

    -1...2...3...E Randy Orton perde mais uma...

    -Inacreditável, como Orton está com má sorte.

    -Espere...Espere...A dupla de monstros está com uma cadeira...

    -Meu Deus o que eles irão fazer?

    -Oh não, eles estão tentando destruir a perna de Randy.

    -Parece-me que eles conseguiram, Randy está a ser retirado de maca.

    Havia um rapaz careca com um olhar completamente atordoado, observando o aparelho de televisão, eis que ele começa a falar sozinho:

    -O que você quer?

    -Eu não voltarei mais a WWE, retirei-me.

    Neste momento notamos que tratava-se de Randy Orton, estava mais transtornado do que antes, estava com menos músculos, vestes completamente velhas, um turbilhão de pensamentos confusos passavam por sua mente já afetada, com toda certeza aquela onda de derrotas contribuíram para que sua cabeça ficasse neste estado.

    Várias vozes, mulheres, homens, vozes guturais ecoavam em sua cabeça, davam-lhe tantos conselhos ao mesmo tempo que ele não sabia nem por onde começar, estava começando a transpirar neste instante, seu olhar fica perdido, suas mãos apoiam-se nas laterais de sua cabeça e logo levanta-se aplicando socos no ar, até o momento em que bate no televisor e parte a tela, cessando assim todas as imagens de combate.

    Randy não suportava mais, fica de joelhos e solta um grito de terror, uma forte tortura mental estava sendo aplicada a ele, talvez uma punição por todos os seus actos terríveis diante de outros lutadores, um grito desesperado, toda esperança havia abandonado aquele corpo, aos poucos sua sanidade estava sendo sugada por vozes criadas pelo seu próprio cérebro.

    Orton arrastava-se quase a salivar em direção à parede mais próxima, com muito esforço sentava-se encostando as costas na parede e abraçando os joelhos, seus pensamentos estavam confusos, as vozes continuavam a sussurrar em sua mente, o rapaz apenas gritava:

    -Me deixem, por favor...AAAAAAAAAAAARGH.

    Randy cai no chão a rolar de dor em sua cabeça, aquelas vozes o faziam ter fortes dores, elas o esgotavam e aparentemente, ele vinha sofrendo com isso há algum tempo, as vozes intensificaram-se na altura da strike de derrotas, Orton agonizava, rolava pelo chão, derrubava coisas, a dor estava tão intensa que o mesmo acaba por desmaiar.

    Randy Orton é teleportado para uma outra dimensão, agora ele estava em seus sonhos, via-se em um abismo negro e profundo, estava caíndo, o desespero toma conta do rapaz que nada podia fazer, nem ao menos acordar, estava preso àquela visão, o tempo passava rapidamente e logo tornou-se anos, após longos e torturantes épocas de queda no abismo, ele finalmente encontra o fundo.

    Orton cai com a face no chão, como se alguém tivesse aplicado-lhe um poderossíssimo “RKO”, seu corpo todo doía, estava com apenas um lado do rosto encostado na imensa poça d’agua, sua visão estava completamente embaçada, suas pernas pareciam ter sido massacradas, como se estivesse em um combate que já durava horas contra um adversário muito poderoso, a água possuía cor avermelhada, parecia manchada por sangue, o líquido que vive dentro dos corpos das criaturas e que lhes dá a vida, ele encontrava-se ali abundante.

    A iluminação da câmara era feita por tochas, haviam pessoas, homens e mulheres, todos vestiam negros e falavam como se estivessem sussurrando, as criaturas diziam as mesmas coisas que Orton ouvia em sua mente quando estava acordado, tinham todos as faces deformadas, corpos de humanos mas o rosto pareciam de monstros.

    Randy levantava-se apoiando-se em suas mãos fracas, fazia grande esforço, seu olhar aterrorizado estava direcionado à todas aquelas criaturas, todos soltavam um sorriso maléfico, que faz com que Orton tentasse afastar-se das mesmas levantando água para todos os cantos, até que sente algo seco semelhante ao concreto, então olha novamente e fica ainda mais apavorado pois estava no meio das criaturas e próximo a uma entrada sem porta.
    avatar
    Scott Ramon

    Mensagens : 18
    Data de inscrição : 22/07/2011

    Re: Randy Orton

    Mensagem por Scott Ramon em Seg Jul 25, 2011 11:08 pm



    It's Time...

    Randy tentando afastar-se acabou por se aproximar das criaturas, enquanto estava no meio delas as vozes se intensificavam, pensamentos incertos passavam-se por sua mente, o rapaz ficava cada vez mais atordoado, sua vontade era gritar mas, sua voz não saia naquele instante, rastejando-se de costas para a entrada, Orton tentava escapar, mas a cada movimento os estranhos o cercavam.

    Randy Orton entra através do “portal” e acaba deparando-se com escadas, as criaturas não conseguiam passar pela fenda estreita que dava acesso as escadarias, estas eram estreitas tanto ela quanto as imensas paredes, eram construídas com grandes blocos maciços de algo mais resistente que o concreto, Orton estava completamente apavorado, os “monstros” ficavam ameaçando-lhe e fazendo gestos faciais tentando apavorá-lo ainda mais.

    O rapaz por alguns segundos esqueceu-se completamente das dores que atingiam seu corpo e juntou todas as energias que ainda habitavam em seu corpo para afastar-se daquelas coisas, subia as escadas como um animal quadrupede, sempre olhando para trás afim, de verificar de que não estivesse sendo seguido, por muitas vezes batia nas paredes por conta do pouco espaço, sua pele nas laterais de seu corpo estavam com muito sangue. A escadaria acinzentada estava com muitas manchas de sangue oriundas de um só homem.

    Após o que pareciam horas sem fim, Orton encontrava-se com mais medo do que antes, não sabia o que o aguardava, o suspense era seu maior inimigo naquele exato momento, o rastro de sangue derramado por seu corpo em formas de pingos, suas energias estavam praticamente esgotadas, respirava de maneira acelerada, as vozes durante sua subida cessaram, mas logo elas deram lugar à algo mais tenebroso, estes sons dessa vez não eram frutos de sua mente, gritos aterrorizantes, gritos de pessoas que estavam sofrendo há muito.

    Randy criava coragem e forças para avançar e adentrar no portal novamente sem porta, o rapaz fica alguns minutos concentrando-se mas, nada da força aparecer, ele deveria ir no sacrifício, o local era completamente escuro, os gritos dão lugar ao uivar de lobos sedentos por sangue, apavorado, Orton sente seu coração doer, mas com um grande esforço de seu corpo consegue mover-se e logo adentra ao portal.

    O homem logo avança e percebe um relvado longo que dificultava ainda mais a caminhada, uma luz avermelhada iluminava o local, rapidamente desvia o olhar para onde supostamente estaria o céu e nota uma lua cheia toda flamejante, no solo. Haviam, árvores imensas com espinhos gigantescos, visgos, tudo que conseguia observar eram olhos vermelhos vindos de todas as direções.

    Um ruído de selamento surge atrás de si, desviando seu olhar para trás, Orton vê o portal fechando-se, havia agora apenas uma opção, ir em frente e enfrentar o destino, com passos curtos e hesitantes, o rapaz ia avançando em direção à floresta fechada, em poucos minutos três feras surgem em seu caminho, uma pantera, um leão e uma loba, em questão de milésimos ele encontra-se cercado com uma enorme árvore atrás de si e as três criaturas avançando contra si.

    As criaturas aproximavam-se cada vez mais, estavam próximos de ferí-lo, quando elas acabam por se incendiar, conrtociam-se e gritavam de dor, o fogo que as consumia era diferente das chamas comuns, tinha uma coloração mais negra, não soltava fumaças, algo que deixa Orton ainda mais assustado com tudo aquilo, uma voz gutural ecoa em sua mente dizendo-lhe para prosseguir com sua jornada.

    Randy muito apreensivo avança de maneira lenta, durante o caminho escutava as feras ocultas na escuridão rugirem de maneira a intimidá-lo, ele não percebia, mas ao seu redor uma luz negra o cobria protegendo-o de qualquer ameaça naquela floresta, o coração do rapaz pulsava mais forte a cada instante, estava andando em uma direcção aleatória, como se estivesse obedecendo a um instinto.

    A jornada por dentro da floresta já durava horas em sua mente, mas haviam passado-se apenas alguns poucos segundos, o rapaz chega a um local onde havia apenas um arco com uma placa, aquela era a entrada de onde sua epopéia iria começar, a placa mudava de alfabeto conforme a educação que tivera em sua vida, nela continham os dizeres: “Deixai toda esperança, ó vós que entrais!”.

    O medo possui o corpo de Orton, tentava caminhar para trás e sair daquele lugar o mais rápido possível, mas novamente o oposto acontece, ele acaba adentrando, o solo parece deslizar sobre seus pés e passa a leva-lo em direção à um rio sangrento, Randy tentava mover seu corpo, mas não conseguia fazer absolutamente nada, seu corpo é arremessado até uma embarcação de madeira antiga que encontrava-se no local.

    Orton encontra-se com um ser encapuçado, este estava de costas para o humano, Randy não entendia como tinha ido parar ali se há poucos milésimos ele estava em “terra firme” e agora estava no meio de um largo rio de águas sangrentas.

    Ele levantava-se e ficava o mais longe possível do barqueiro, dava uma rápida olhadela para a água e percebia que ela tinha uma outra consistência, algo completamente fora do normal, a substância assemelhava-se muito com o lodo existente na Terra, tinha uma coloração meia negra cor de petróleo com uns tons de vermelho rubro e vermelho escarlate, como representantes do sangue.

    O barco começa a movimentar-se avançando ainda mais para dentro, sua velocidade era incrivelmente alta, a intenção do barqueiro parecia dar uma visão geral do local para Orton, se aquilo fosse realmente o Inferno, aquele devia ser quem transportava as almas.

    Mas Randy estava vivo, como ele poderia estar ali? Essa era a pergunta que ele mesmo se fazia, talvez fosse apenas um pesadelo e tudo acabaria bem quando acordasse, o wrestler retirado voltaria a seus afazeres de pessoa comum quando este sonho extremamente ruim acabasse.

    O rio descia em quedas d’agua em formatos de cone, fazendo com que descessem cada vez mais para baixo, os gritos ecoavam de todos os cantos, silenciando o próprio grito, ainda não tinha os movimentos de seu corpo recuperados, não podia fazer nada além de assistir a tudo aquilo.

    A estrutura de terra que o grande rio contornava ia estreitando-se conforme ia-se mais para baixo, era possível observar cada estágio daquela estrutura, a menor em termos de tamanho é a primeira, esta era o Limbo, onde encontravam-se os pagãos, aqueles que existiram antes de Cristo, neste lugar era possível observar alguns belos edifícios construídos, estes incrivelmente semelhantes à universidades, atrás delas estava um pequeno rio, fácil de atravessar, não havia nada mais do que isso, todos pareciam normais diante da tal situação.

    A embarcação continua sua trajetória e enquanto avançavam para o próximo estágio, Orton pensava que o inferno não era tão ruim e que até sentir-se-ia bem, mas mal sabia ele que tudo pioraria logo mais, Randy não conseguia dizer absolutamente nada, tudo em sua vida fora daquela “ilusão” estava para mudar graças à uma simples jornada.

    Em poucos segundos eles chegam ao próximo estágio, este dá uma breve noção do que Orton iria encontrar dali para frente, este era o segundo estágio, na entrada deste estava o juiz do Inferno, este decidia para qual estágio a alma iria, ele apenas enrola-se em suas caudas até chegar o número de estágios que o pecador deveria seguir, pouco atrás deste estava um portão de ouro, atrás dele estavam os luxuriosos, estes sofrem com furacões intensos que não cessam nunca, os espíritos eram arrastados violentamente, feridos, em vida deixavam suas paixões arrastarem sua vida como o vento, agora o vento os arrastava no Inferno.

    Orton não tinha se impressionado muito, mas uma ponta de medo surge em sua mente, a jornada mais uma vez é retomada, ele estava meio que em estado de choque por conta disso, suas emoções durante aquele momento ainda não eram tão fortes, estava traumatizado com todo o terror até sua chegada ali.

    Não tarda e a embarcação chega à terceira paragem, chegavam ao terceiro círculo, o estágio dos gulosos, estes estavam submersos em um imenso lago de lama, enquanto eram atormentados por uma tempestade intensa de granizo, neve e torrões de água suja que caiam sobre as almas pecadoras sem cessar por um milésimo que fosse, a sensação de fome só faz crescer no inferno, atrás deles havia Cérbero, uma criatura com três cabeças de cão, meio dragão com cauda de serpente, seu apetite nunca acaba, ele esfolava e esquartejava os mortos.

    Randy começava a ficar traumatizado sabia que a embarcação naquele momento era o local mais seguro, o medo começa a tomar conta de seu corpo novamente, não há tempo para demais reações, a saga continua.

    A dupla vai avançando pelos próximos cinco círculos, sendo eles o dos gananciosos, o dos irados, os dos hereges, dos violentos, dos fraudulentos, ao sair do oitavo círculo, Randy estava traumatizado, mas todo aquele terror era apenas o principio do que estava para sentir quando confrontasse seu destino final.

    O barqueiro avança até chegar ao nono círculo, o dos traidores, nele estavam todos os traidores da história e todos os outros desconhecidos, estavam presos em um lago de gelo, apenas com a cabeça para fora, lâminas de gelo caiam sobre suas cabeças até destruí-las por completo, logo eles reconstituíam-se transformando aquilo em uma tortura eterna.

    Havia uma passarela de terra avermelhada e quente que marcava o fim do rio, o barqueiro levanta Orton que surpreso é arremessado até os pés de alguém semelhante a um imperador, este vestia-se de negro e tinha mulheres nuas dançando ao seu redor.

    Aquele era Satanas, o senhor de tudo aquilo que denominava-se inferno, ele era a razão de Orton estar ali, seu corpo não conseguia mover-se, estava estático, seu olhar não conseguia encontrar a cabeça daquela criatura que o olhava com um largo sorriso sádico no olhar.

    Sem mais delongas, o monstro-rei dá as boas vindas a Randy, com um discurso ainda mais aterrorizador:

    -Randy, aqui está meu filho favorito, o grandioso “predador”, levante-se meu filho, afinal és meu braço direito, vamos te libertar.

    Orton é levitado até ficar de pé, suas pernas estavam completamente trêmulas, Satanas levanta-se e avança em direção ao wrestler que tenta afastar-se, mas sequer conseguia mover sua cabeça corretamente, então o mestre de tudo que há de mal continua a falar:

    -Tens um bom histórico, mas precisamos melhorar, precisa libertar-se.

    Orton já estava ainda mais aterrorizado, a simples presença daquele ser lhe causava uma taquicardia, não conseguia imaginar-se como a segunda criatura mais maléfica do Universo, de certeza era alguém muito mau, mas a esse ponto?

    -As vozes, elas iram cessar, elas são a punição por conta de teus atos, mas não estarás liberto de teu castigo, apenas piorará.

    Ao dizer isto uma grande gargalhada maléfica toma conta do lugar, o ser maléfico leva as mãos até o coração de Randy.

    Orton suspira com o toque, algo semelhante à um último sopro de vida, seu olhar fica opaco, como se todos os sentimentos bons mesmo que fossem poucos que ali habitavam fossem arrancados, um brilho intenso sádico toma conta do olhar do rapaz, mas logo volta a opacidade de antes.

    Neste momento um turbilhão de pensamentos sádicos tomam a conta de seu pensamento, tudo que conseguia visualizar era o roster inteiro da WWE, ao ver suas imagens, via imagens de mortes ocasionadas pelo próprio Orton.

    Sua voz muda de maneira intensa, sua mente fica mais perturbada, tudo que conseguia ver era as pessoas que conhecia morrendo, então o sujeito é surpreendido por um forte golpe de punho por parte de seu “transformador”, fazendo com que acordasse.

    Randy acorda muito assustado, seu corpo doía de forma intensa, seus músculos latejavam, a princípio não tinha forças para levantar-se, mas quando encontra, a primeira coisa que faz é ir ao espelho do banheiro.

    Arfava e olhava fixamente para seu reflexo no espelho, até que os olhos ficam vermelhos e seu rosto toma a feição de um assassino, Orton assusta-se e cai por cima da privada, então tudo havia acontecido, ele de fato havia se modificado, mas o que estava por fazer?

    Randy não sabia o que fazer ou o que pensar, uma vontade por sangue alheio desperta dentro de si, então procura pelo seu telemóvel, pois iria internar-se em um manicômio, quando o acha lê uma mensagem de seu empresário.

    Dizia na mensagem que este havia assinado um contracto com a nova empresa de wrestling, a UWA e que vários ex-WWE lá estavam, o lado negro de Orton acaba por tomar conta de seu corpo, sorri sadicamente e passa a imaginar as grandes destruições que iria ocasionar na companhia, vingar-se-ia contra todos que lhe fizeram entrar naquela maldita streak.

    Levava as mãos em sua cabeça, uma parte delas tampava seu olho direito, andava meio cambaleante mostrando claro sinal de desequilíbrio, então a voz de Satanas volta a ecoar sem sua mente dizendo-lhe:

    -Chegou a hora meu filho, juntos iremos nos vingar de todos e dominaremos o Mundo.

    Orton volta ao banheiro e fica a observar-se no espelho, encarava a si próprio em um sinal de aceitação do que havia se tornado, sua mente estava vazia de bons sentimentos, agora era pura maldade, uma vontade insana de matar a todos era o que lhe dava motivação para chegar àquela companhia e destruir todos os que entrassem em seu caminho.

    Orton solta uma gargalhada maléfica e fica olhando-se no espelho, enquanto as vozes voltavam a lhe dar conselhos, mas este havia adquirido uma forma de controla-las e agora podia as ouvir claramente, ficava a conversar com elas, o ódio que o habitava estava deixando-o cada vez mais insano e cada vez só iria ficar pior, Randy já não sentia nem mesmo o medo, apenas deixara-se levar por tudo que Satanas disse e de fato estava ocorrendo.


    Spoiler:
    Não sei promar, tou usando tudo que aprendi a fazer jogando Naruto Rpg, por isso usem esse critério na hora de avaliar, tou tentando me adaptar, sou brasileiro, por isso fica ainda mais difícil escrever, promo no meu combate amanhã, esta promo é a continuação da primeira que foi fragmentada.

      Data/hora atual: Dom Jun 24, 2018 6:44 am