[MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Compartilhe
    avatar
    BomberBen
    Admin

    Mensagens : 444
    Data de inscrição : 21/12/2008
    Idade : 25
    Localização : Hannover, Alemanha

    [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por BomberBen em Dom Jul 24, 2011 10:39 am

    TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY; UWA 1ST TAG MATCH IN HISTORY
    RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS
    & VS. &

    - Logo no primeiro show, a UWA, vai ter o seu primeiro combate tag team da historia. O temivel Randy Orton vai juntar-se ao "rapper" Ron Killings para enfrentar dois nomes do circuito indepedente americano, escolhidos a dedo por Eric Bischoff, Jack Evans e Eddie Kingston. Um confronto entre os ex-Enterteiners e os pro-wrestlers, decerto vai marcar passo para o resto do evento. Quem serao os primeiros a fazer historia na UWA?

    - Boas promos e nao se esqueçam a data limite e dia 31 ate as 00.00 sensivelmente.
    avatar
    BomberBen
    Admin

    Mensagens : 444
    Data de inscrição : 21/12/2008
    Idade : 25
    Localização : Hannover, Alemanha

    Re: [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por BomberBen em Seg Jul 25, 2011 2:43 am

    [CAM ON]

    A câmara focava Eddie Kingston, sentado num sofá na sua aparente casa, a sua camisa com um Rei de Ouros sem dúvida era o destaque da imagem, assim como o lenço na sua cabeça, Kingston com a mão a frente da sua boca e com um olhar distante preparava-se para começar a falar.


    Eddie Kingston: 1 de Agosto, 2011... Esta é sem dúvida a noite mais importante, não só para a UWA, como para a minha carreira. A UWA vai ter a sua estreia, vai ter lendas, ícones, rappers, tudo e mais um par de botas, vai ser histórica para a UWA... Mas na minha carreira...

    Eddie Kingston solta um pequeno esgar enquanto olha para a câmara

    Eddie Kingston: Finalmente cheguei a uma grande federação! Finalmente, vou poder lutar na minha cidade, Nova Iorque, frente aos melhores do mundo. As pessoas que me conhecem dizem... "Eddie, tu devias estar super excitado e ansioso", mas eu sei que estou ao nível de uma federação desta envergadura... Mas admito...

    Mais um pequeno sorriso de Eddie Kingston, que demonstrava a felicidade que o mesmo tentava controlar. E de repente começa a falar num tom entristecido.

    Eddie Kingston: ... Eu não consegui dormir ontem a noite. Enquanto vinha de metro da sede da UWA, a duvida instalou-se sobre a mim, "Porque e que estou na UWA? Porque e que fui escolhido a dedo por Eric Bischoff? Porque eu? Será que pertenço aqui?" Sei que há muitos fãs que não gostam de mim e escrevem por toda a Internet que eu não pertenço aqui... Talvez o Randy Orton e Ron Killings, digam que eu não pertenço aqui.

    Eddie Kingston faz uma pausa e demonstra-se pensativo, com o seu olhar distante, que nem sequer foca a câmara

    Eddie Kingston: Então, eu vinha no Metro para casa e olhei pela janela e vi uma mãe, vi um pai e três ou quatro miúdos, com camisolas dos seus ídolos de wrestling, sentados na paragem. Fizeram-me lembrar a minha infância, eu a ir ao Madison Square Garden...

    Eddie Kingston fica com uma expressão emocionada antes de completar a frase.

    Eddie Kingston: Para ver wrestling. Naquela mesma paragem, naquele metro, naquela linha, naquele percurso e nessa altura eu dizia para mim mesmo. "Um dia vou estar no Madison Square Garden, um dia eu vou lutar lá". Eu sei, Eu sei que posso não conseguir ser o campeão principal no Madison Square Garden, eu sei que posso não conseguir ter a oportunidade de lutar com a arena esgotada e poster's com o meu nome por todo o lado, eu sei que posso não chegar ao Tokyo Dome. Mas uma coisa é certa!

    Eddie Kingston levanta o braço e aponta para o chão.

    Eddie Kingston: Eu estou aqui! Eu estou aqui por aqueles miúdos que estavam á espera daquele metro! *tom mais grave* Eu estou aqui por todos os oprimidos que são derrotados TODOS OS DIAS! Estou aqui por todos os que disseram "Ele não o vai conseguir fazer".

    Eddie Kingston pára novamente e olha para o lado.

    Eddie Kingston: Eu estou a tentar não ficar emocionado... peço desculpa. *uhm uhm* Toda a minha vida ouvi que eu nao podia fazer nada, "és muito gordo!", "és muito violento", "não jogas o jogo pelas regras", "não és homem para este negocio", "és o lixo das ruas"...

    Eddie Kingston pára mais uma vez e respira fundo.

    Eddie Kingston: Para a semana, vou concretizar o meu sonho!

    Eddie Kingston faz uma mudança brusca de expressão e começa a falar no seu tom normal, ou seja, bem elevado e irritado.

    Eddie Kingston: Mas o que vai ser a cereja no topo do bolo! Será eu derrotar *socos na sua propria mão* Randy Orton e Ron Killings em Nova Iorque, no Monday Night Supreme da UWA, a MELHOR!!! repito, a melhor federação de wrestling a nivel mundial nos dias que correm! Vou derrotar-vos... Digam, que eu sou um chorão, que eu fiquei um pouco emocionado. Mas não haverá maneira de me deixarem envergonhado, não haverá maneira de eu nao levantar a minha mão e fazer historia, EM NOVA IORQUE! *coloca a mão no seu peito do lado esquerdo e baixa o tom apos a raiva toda que demonstrou* a minha terra natal! Eu finalmente consegui. Voces não me vão envergonhar.

    Eddie Kingston fixa a câmara por uns segundos antes de continuar.

    Eddie Kingston: Senhoras e senhores, assistam a este espectáculo, pelo futuro do wrestling, pelo CM Punk e pelo Bryan Danielson no evento principal, pela UWA.

    Eddie Kingston levanta o seu dedo para a câmara e volta ao ser ar e tom agressivo

    Eddie Kingston: Mas... EU vou mostrar-vos uma coisa que vos vai deixar supreendidos, no combate, vão ver a atitude de Eddie Kingston que nunca desiste e que nunca por nunca ser, vira as costas a luta! Toda a vida me disseram que eu não podia fazer nada. Eu devia estar morto aos dezassete anos de idade, disseram-me os medicos, mas não ESTOU! Voces vão-me ver a lutar, vão-me ver a rastejar, vão-me ver a sofrer e vão-me ver a ganhar! Eles não me vão envergonhar!!!!

    Eddie Kingston chega-se mais para a frente ficando a sua face mais perto da câmara.

    Eddie Kingston: Pois, este combate é dedicado a todos os que sonham e que constantemente são descredibilizados, é dedicado a minha mae linda, é dedicado a Miss Callen, que morreu, e, é dedicado a todos os amigos que estiveram do meu lado. Eddie Kingston, Halla!

    Eddie Kingston volta a colocar a mão a frente da sua boca e coloca o seu ar pensativo enquanto a imagem desvanece para exibir um anuncio sobre o primeiro combate tag team da historia UWA!

    [CAM OFF]
    avatar
    "Undashing" Savior

    Mensagens : 23
    Data de inscrição : 22/07/2011

    Re: [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por "Undashing" Savior em Qui Jul 28, 2011 7:15 am

    The Truth Shall Set You Free

    A arena estava em silêncio quando se ouve estas palavras mas as pessoas já sabiam quem iam ver. Toda a gente começa a vaiar R-Truth mas este só se ri. Este quando chega ao ringue pede um microfone e começa a falar.


    R-Truth: Olhem só o que temos nesta arena, Little Jimmy’s. Já não bastava haver na WWE também tenho que vos aturar na UWA? Isso não me agrada nada mas infelizmente é a vida. Aposto que vocês estão todos a perguntarem-se a si próprios e as pessoas do lado porque eu vim para aqui, é simples. Primeiro foi porque a WWE acabou e ainda bem, como aquilo andava já ninguém queria andar lá. O segundo motivo foi o facto de eu querer ganhar mais do que ganhei na WWE, esperem… Eu nunca ganhei nada na WWE a não ser o título de campeão dos Estados Unidos e isso para mim não chega. Eu quero mais, eu quero ganhar todos os títulos possíveis nesta federação, bem nem todos pois se houver um título feminino deixo isso para as divas. Mas continuando até estou a gostar do ambiente da UWA, tirando vocês público que não prestam para nada. Já agora obrigado por me virem ver, eu sei que sou importante nas vossas vidas e que me gostam de ouvir, mas aposto que preferem-me ver a lutar. Pois lamento desiludir-vos mas só poderão ver-me a lutar quando for a hora. A não ser que metam uma televisão e uma Playstation aqui no meio do ringue ai sim podiam me ver a lutar. Acredito que até humilho os lutadores dos vídeo jogos, mas continuando…

    Miúdo: Buuu tu não prestas, vai-te embora ninguém nesta arena gosta de ti.

    R-Truth olha fixamente para o miúdo que disse aquilo e sai do ringue e vai ter com ele.

    R-Truth: Olhem só para este Little Jimmy, tão pequeno e já pensa que manda. CALA-TE Little Jimmy, ninguém gosta de mim? Aposto que toda a gente me adora, os teus pais é que não devem de gostar de ti coitado de ti aposto que não vais ser alguém na vida como os meus adversários no meu primeiro combate da UWA.

    R-Truth volta para o ringue.

    R-Truth: Sim foi o que eu disse, adversários, eles são dois Little Jimmy’s que nunca ouvi falar deles e nunca chegaram longe como eu cheguei e irei chegar nesta empresa. Por onde eles andaram, a combater no Afeganistão? Realmente onde já se viu dois lutadores que nunca se ouviu falar. Um chama-se Eddie Kingston e o outro chama-se Jack Evans. Já alguma vez ouviram falar deles? Pois eu não porque não são bons como eu sou. Já agora isto é um tag team, até agora eu só falei desses dois “lutadores”, o meu parceiro é um lutador de respeito, foi uma das pessoas que mais me dei bem na WWE, ele é o Legend Killer e eu um Conspiracy Killer, um dos melhores lutadores que já alguma vez vi, Randy Orton. Quando me disseram que eu ia ser parceiro dele soltei um sorriso porque eu sei que podemos marcar impacto na divisão de tag team e podemos começando logo ao derrotar aqueles dois Little Jimmy’s que nunca foram nada na vida e agora estão a tentar que sejam conhecidos. São apenas dois falhados como vocês todos na arena. Acho que se fosse a lutar contra a minha avó e a minha tia elas de certeza iriam fazer um melhor combate do que aqueles Little Jimmy’s de certeza irão fazer. Bem se aparecerem no combate pois como eles são tão famosos aposto que não irão conseguir aguentar tal humilhação que vão sofrer de mim e do meu parceiro Randy Orton. E desta vez não vou sofrer nenhuma conspiração. Vejo-vos no ringue Little Jimmy’s. And that’s the truth, the whole and nothing but the truth!

    R-Truth acaba de falar e sai do ringue, este pega numa garrafa de água e chega a beira do miúdo que gritou para ele e atira-lhe água a cara e vai-se embora a rir. R-Truth aparece de novo na área do Backstage.

    Entrevistador: R-Truth, no próximo show o senhor tem um combate contra dois ex-lutadores de federações independentes. Acha que vai ser um combate fácil?

    R-Truth: Se acho que vai ser um combate fácil? Que pergunta é essa? Claro que vai ser, já reparou neles alguma vez? É claro que não, eu pelo menos nunca ouvi falar neles. Aposto que mesmo que eu e o meu parceiro não aparecêssemos este combate seria ganho por nós pela falta de talento que os nossos adversários. Este combate vai ser como roubar um chupa a uma criança, acredito que a vitória será nossa.

    Entrevistador: Pelo que o senhor disse, o seu parceiro será nada mais que Randy Orton. Diga-me, o que acha sobre este lutador?

    R-Truth: Como já disse ele é um excelente lutador, isto é tipo um sonho ser o parceiro dele sempre gostei de o ver a lutar e espero que se lutarmos bem e ganharmos continuemos parceiros e conquistemos os títulos de tag team. Sempre o admirei e quando soube que ia fazer equipa com ele, liguei-lhe imediatamente para falarmos sobre os nossos adversários e uma forma para os derrotar. Não será difícil, visto que eles devem de ser um bando de amadores.

    Entrevistador: Uma última pergunta, pelo que vi você está muito confiante para o próximo combate, não acha que isso possa afectar o seu combate vistos que eles possam ser bons lutadores? Aliás você nunca os viu a lutar…

    R-Truth: O que? Estás a gozar comigo? Eles bons lutadores? Seu Little Jimmy, eu nunca ouvi falar deles nem nunca vi eles a combaterem nem estou interessado. Se fossem tão bons aposto que eles teriam chegado ao patamar onde eu cheguei. Isso é uma pergunta estúpida.

    R-Truth espeta o microfone contra o corpo do entrevistador e espeta um soco na cara deste e vai-se embora.

    Convidad
    Convidado

    Re: [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por Convidad em Qui Jul 28, 2011 8:46 am

    Jack Evans, homem por muitos considerado algo sobrenatural pelas suas capacidades físicas de transformar um ataque considerado por muitos normal e demasiado utilizado num movimento de pura arte, capaz de movimentar os verdadeiros fãs de Wrestling consigo, de fazer vários levantarem-se dos seus bancos boquiabertos tentando analisar todos os passos que ele segue para basicamente humilhar o seu adversário tanto a nível de espectáculo como a nível técnico. Não são muitos os que conseguem proporcionar o entretenimento que Jack Evans proporciona!
    A verdade é que Jack era um rapaz simples que conseguiu subir na vida a custo de todo o seu esforço e trabalho sem precisar de empurrões.

    As suas pernas movimentavam-se rápido pelas ruas de Nova Iorque, uma cidade que ele não apreciava muito, era demasiado movimentada e demasiado capitalista, dinheiro era a única palavra que esta gente conhecia, mas as razões pelas quais ele tinha-se mudado para este sitio eram mais que razoáveis, para se juntar á fed em crescimento UWA. Ele já se tinha informado sobre o seu próprio combate e também já tinha ido conhecer as instalações, ao contrário das pessoas que ele enfrentava, ele não era nenhum arrogantezinho nojento com a mania que chegava e mandava.

    No próximo show o mais provável seria ele em poucos minutos conseguir por o publico todo do lado dele, o lado criativo dele durante as lutas atraia a atenção dos espectadores, e o lado emocional que ele trazia causava empatia. Atravessando de esquina em esquina ele parou subitamente em frente a um café, conhecido apenas como o Sunset Bay Café. Um café nem muito simples, nem muito requintado. Lá por estar a receber um ordenado um pouco melhor que o anterior que estava a receber não queria dizer que ele iria mudar a sua personalidade sem mais nem menos.

    Agilmente abrindo a porta e espreitando dentro só com a cabeça ele olhou á volta á procura da pessoa que tinha vindo ver. Um homem que tinha conhecido não á muito tempo na triple A, um homem que nem tinha lutado mais que uma vez com ele e tinham sido rivais na altura sendo que Jack Evans tinha saído derrotado dessa fatal four way, um pouco por jogo sujo, mas que após se conhecerem tinham instantaneamente causado fricção de maneira positiva. Certo que ele era bem mais sujo a nível de combate que Evans, mas ambos eram lutadores que se esforçavam.

    Ele puxou de uma cadeira e sentou-se á frente de Carlito acenando a uma empregada e pedindo um café simples no processo.

    Jack Evans: Como é mano? Desculpa ter chegado um pouco atrasado mas estava a mudar ainda algumas coisas para a casa nova.

    Carlito: Podias ter pedido ajuda, eu ia-te lá dar uma mão extra.

    Jack Evans: Sim, e no fim pedires-me dinheiro, não?

    Carlito soltou um riso um bocado disfarçado para não incomodar as pessoas que os rodeavam. A próxima hora não foi de grande relevância visto terem passado a discutir o lado mais técnico da federação, algumas opiniões que haviam montado sobre wrestlers da empresa, Carlito parecia saber muito mais sobre alguns deles, lógico visto ele ter estado na mesma federação que eles durante um longo período da sua carreira. E então a conversa tomou outro rumo, R-Truth tinha sido o primeiro adversário a revelar-se ao publico e tudo o que Jack Evans tinha conseguido fazer era ignorar e sorrir perante a ignorância do seu adversário.

    Carlito: Que vais fazer agora depois de toda a porcaria que ele disse na televisão? De certo vais falar com esse lixo...

    Jack Evans: Provavelmente irei lançar apenas uma mensagem pelo blogue da federação com a minha resposta as suas palavras, neste momento não tenho nem paciência nem tempo para estar a fazer videozinhos da treta, eles sinceramente parecem uma cambada de nerds em fórums de joguinhos online a trocar vídeos entre eles para ver quem dentro dos nerds é menos gordo! Sabes que entre mudar-me e habituar-me a cidade, isto custa um bocado!

    Jack levantou-se erguendo a mão para se despedir da única pessoa que conhecia como a palma da mão na nova federação. Ao chegar a casa o chão estava ainda cheio de caixas por abrir, essas mesmas cheias de objectos que havia trazido da casa anterior mas que ainda não tinham sido colocados nas estantes ou nos seus lugares devidos. um pouco ao pontapé foi abrindo o seu "caminho" até chegar ao seu computador onde rapidamente acedeu ao blogue da federação pronto para postar a sua opinião ás palavras do adversário. Essa mensagem certamente iria-se espalhar depressa visto a Internet hoje em dia ser um motor de movimento de alto calibre.

    -Mais tarde nesse dia-
    (Parte publica)

    As palavras de Jack Evans já chegaram aos "olhos" de muita gente e de muitos fãs que esperam ver o que vai sair da UWA, são palavras de forte criticismo mas ao mesmo tempo de respeito para com algumas pessoas desta federação, sem duvida este jovem merece a sua quota de atenção e lutará pelo seu lugar no topo. Abaixo deixamos um transcrito de parte da mensagem que ele deixou no blogue:

    Daqui fala Jack Evans o próprio. Muitos dos que seguiam a WWE e mudaram agora as suas atenções para a UWA não sabem quem eu sou, o que é relativamente aceitável. Em primeiro lugar espero que saibam que gosto de manter uma relação o mais pessoal possível com os meus fãs, tanto que manterei contacto com eles através de Emails de apoio e através do meu próprio blogue. Não me interessa o tamanho da federação onde me encontro, não me tornarei um arrogante egoísta apenas porque estou a subir na carreira, espero apenas que as pessoas correctas vejam este facto com orgulho e que me ajudem com o seu próprio apoio a subir os próximos patamares que se avizinham. De certa maneira prometi a mim mesmo não comentar o combate da próxima semana, pois era o primeiro combate na federação e eu não conhecia o lado psicológico dos meus adversários tão bem assim. Posso dizer que após as palavras de R-Truth, já consigo então dar-vos um pouco a minha opinião, para alem do mais, perante palavras tão duras, uma defesa dura teria de se erguer, não deixarei que ele se refira a mim de uma maneira tão injuriosa simplesmente porque já foi uma marioneta da WWE e julga que isso lhe dá calibre o suficiente para falar de nós como crianças indefesas.

    Em primeiro lugar vou dar-vos a minha opinião do meu parceiro. Logo esta parte é direccionada ao Eddie se ele sequer ler estas coisas. Eddie, tenho um respeito enorme por ti e de certa maneira fiquei satisfeito de saber que eras o meu parceiro tag-team, mais vale um Wrestler que como eu ainda está a desenvolver a sua fama mas que se esforça ao máximo todos os dias do que calhar com um bebé grande como o R-Truth que só sabe fazer bitching and moaning porque algum palhaço maior que ele o ensinou a dizer umas palavras que eu facilmente retiraria da minha sanita(Que por acaso é nova e bastante confortável, se calhar mais confortável do que estar em cima do próprio quando o mandar ao chão para ser a nova Superstar esfregona). Eddie, boa sorte para o combate e espero que estejamos em sintonia para mostrar aquilo que valemos.

    Umas breves palavras então direccionadas aos meus oponentes, primeiro ao Orton. Orton tenho um grande respeito por ti, apesar de saber que provavelmente vais tentar humilhar-nos se lançares alguma declaração em publico. É simplesmente um facto que não se pode esconder, e és na minha opinião dos poucos wrestlers que tinha calibre suficiente para estar na tua antiga federação, vai ser uma honra lutar contra ti e espero que ao contrário do teu adversário não vás com atitude de quem vai ganhar sem esforço, porque se não, vocês vão sair derrotados. R-Truth, as tuas palavras provocaram riso em geral entre mim e conhecidos, não me aldrabes ao dizer que não nos conheces, duvido que para chegar onde chegaste começas-te logo no topo, sabes bem que há por ai lutadores como nós, e também devias saber que há-os bem melhores que tu fora da WWE, incluindo eu e muito provavelmente o teu parceiro. Em primeiro essa vossa mania "á la WWE" de irem sempre ao ringue espalhar amor e alegria não vos serve de nada. Aliás, já percebi o teu jogo R-Truth, gostas de ir ao ringue antes do combate para veres se o chão é confortável, ver se não te aleijas quando cais, é a única opção racional que consigo ver.

    Se não me conheces ficarás a conhecer em breve e de certo até a tua família ficará de boca aberta perante as minhas capacidades quando as tiver a usar para te humilhar á frente de toda a gente. É uma regra importante R-verdade, nunca, em nenhuma ocasião, julgar o adversário pelo seu passado, pois não é o teu passado que te safa de levares um pontapé nessa boca imunda, e não é o meu passado que vai fazer de mim um "falhado" aos teus olhos. Sem duvida que até o publico estará do meu lado mesmo que não me conheçam só para te verem seres comido e abusado por gajos que segundo tu são crianças desconhecidas. Cuidado R-verdade, sabes que na Inglaterra uma criança de seis anos foi julgada como um adulto por ter morto brutalmente duas pessoas, nunca se sabe se as crianças não fazem de ti almoço.


    Isto foi apenas parte do que foi escrito pelo lutador Jack Evans que parece não ter levado as palavras do seu adversário a sério e querer sangue na próxima semana. Não percam um combate que provavelmente irá aquecer ao máximo!
    avatar
    Scott Ramon

    Mensagens : 18
    Data de inscrição : 22/07/2011

    Re: [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por Scott Ramon em Qui Jul 28, 2011 7:25 pm


    The Legend Killer...

    Osol já estava indo embora dando lugar a uma noite quente e com um belo céu, as estrelas já começavam a aparecer enquanto a lua cheia começa a aparecer, o vento soprava levemente de sul para norte e carregava algumas folhas já secas, a cidade estava bem movimentada, familias todas únidas passeavam pelo centro, a rua estava livre de carros, a felicidade parecia estar no auge daquele municipio, haviam barracas de pipoca, bolos, churrasco, salgados, algodão doce, o único ruído no local era o de vozes, impossiveis de serem decifradas, afinal era uma quantidade muito grande de som ao mesmo tempo.

    Um pouco mais atrás dessa rua havia uma grande casa, era o único ponto escuro de toda aquela região iluminada, a residência era imensa, alguém de alto poder aquisitivo residia naquele local, não havia um ruído sequer.

    Indo mais profundamente, chegamos ao interior da grandiosa casa, aparentemente estava vazia, os cômodos todos estavam inabidatos, até chegar a um galpão escuro, poucas janelas estavam fixas na parede, a esta altura a luz da lua já penetrava iluminando algo no centro.

    Havia uma cadeira montada no centro e de costas para a entrada havia as costas de alguém, um tipo bem forte por assim dizer, sua cabeça estava baixa e uma de suas mãos tampava seu rosto, a luz iluminava parcialmente seu corpo, respirava de modo afobado, não havia medo por parte do rapaz.

    Conforme a luz penetrava, percebe-se quem era, Randy Orton estava segurando um pequeno papel com alguns nomes, naquele instante, milhões de pensamentos sanguinários passam por sua mente, então falava palavras ao vento:

    - O que fazer com estes tipos? Eu os venço? Eu os destruo? Eu os mato?

    Eis que uma voz conhecida ecoa em sua mente:

    -Finalmente...Randy...Aqui está nossa oportunidade, ignore o teu parceiro, ele é apenas um detalhe, mostre a todos que a maior lenda de todos os tempos está de volta, mostre a eles porque és o melhor de sempre.

    -Seria monótono apenas reafirmar minha posição, afinal todos sabem o que sou capaz.

    -Então surpreenda-os. Juntos destruiremos um por um e teremos nossa desforra.

    Um sorriso maléfico surge na face de Orton, seus olhos brilhavam de puro ódio, há algum tempo já treinava todas suas técnicas e estava buscando aplicar mais força em tudo.

    -Garanto que estes dois senhores nunca viram tanta encrenca.

    -Prepare sua investida e deixe ambos sem vida. Este é seu objectivo.

    Uma das empregadas da residência que já estava recolhida para dormir ouve ruídos, então ela foi verificar o que estava acontecendo, a primeira vista achou que seu patrão estava a falar no telefone, mas ao desviar o olhar para o lado, ela observa que o mesmo encontrava-se ali em sua base.

    Após suspirar e causar um barulho alto o suficiente para que Orton escutasse, a empregada arregala os olhos sem reação, o rapaz apenas desviou seus olhos e virou sua cabeça para sua direção, ela podia sentir o ódio e a aura maligna que era exalada por seu patrão, seu coração disparava e suas pernas ficam sem ação.

    Randy apenas levanta-se e caminha em direção à criada, seus passos eram curtos e pesados, seu olhar mantinha fixo naquela mulher desprezivel, em sua mente protejava imagens de seu parceiro caindo após um RKO na cadeira, após alguns segundos chegava à centimetros de distância da mulher.

    Orton a encara nos olhos e lhe dá uma forte joelhada na barriga, a mulher curva-se sem ar e rapidamente é atingida por um destruidor RKO que a deixa inconsciente, seu patrão abandona o local com um sorriso maléfico e a repetir para si mesmo em seu pensamento:
    "Destruir, essa é minha única motivação..."

    Spoiler:
    Criatividade= 0, nível de noobice? 100 vezes 100 vezes infinito.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [MNS#1] TAG TEAM ACTION - 'E VS. INDY | RANDY ORTON & RON KILLINGS VS. EDDIE KINGSTON & JACK EVANS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Jun 24, 2018 6:53 am